A Técnica

Histórico

A crochetagem é uma técnica de tratamento elaborada pelo fisioterapeuta sueco Kurt Ekman nos anos 70. Inspirando-se nos trabalhos de Cyriax, Ekman buscava um modo de trabalhar as estruturas de maneira mais apurada, profunda e precisa. Teve a idéia de criar ganchos (crochets) de diferentes curvaturas, cuja extremidade terminava em uma espátula. Estes instrumentos, permitiam acessar o espaço entre os elementos a liberar, inacessíveis à mão devido à espessura dos dedos.

Definição

É um método não invasivo que permite liberar de modo preciso os planos de deslizamento interteciduais.

A crochetagem é indicada em uma grande diversidade de afecções em que há alterações teciduais, sejam elas de origem traumática, inflamatória ou relacionadas a neuropatias periféricas de compressão. É também bastante utilizada para o tratamento de disfunções associadas a prática esportiva.

A boa prática da Técnica de Crochetagem implica em uma abordagem palpatória rigorosa e precisa.

Prática

A técnica consiste em interpor a espátula do crochet entre as separações (cloisons) musculares ou ligamentares, com o objetivo de restaurar os planos de deslizamento tecidual. Sua aplicação segue os seguintes princípios:

1) Um conhecimento adequado da anatomia palpatória de cada região, que permita a identificação precisa dos tecidos de separação (cloisons) envolvidos

2) Um exame manual minucioso para localizar alterações de mobilidade tecidual

3) Abordagem centrípeta da lesão e respeito às regras de utilização dos crochets, tanto pela mão instrumental quanto pela mão palpatória

Técnica de Crochetagem

Palpação e avaliação da região a ser tratada

 

 

 

Técnica de Crochetagem

Escolha do crochet com a curvatura adequada para a região